Buscar
  • Diego Andreguetto

Vacina contra a gripe e contra o sarampo estão disponíveis em todo o Paraná

Por Luciano Ducci


Sou médico pediatra e defensor das vacinas. É por conta delas que erradicamos doenças, controlamos surtos, vencemos pandemias. É por todo o avanço da ciência que aumentamos a nossa expectativa de vida. Se na década de 1940, vivíamos até os 45 anos, hoje, a expectativa de vida do brasileiro está perto dos 76 anos.


Para as crianças, a vacinação é obrigatória no Brasil, prevista no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).


Então, eu sempre ressalto: vacina não é só dever, é, principalmente, um direito. E por que abrir mão de proteger a sua saúde e a saúde de quem se ama?


Em tempos de muita informação, a desinformação também ganhou força. Nos últimos anos, vemos a cobertura vacinal cair. Em 2020, por exemplo, o Brasil não atingiu nenhuma das metas de vacinação previstas no PNI (Programa Nacional de Imunização).


Apesar de gratuitas, seguras e eficazes, a imunização ficou em apenas 75%, quando o ideal são taxas acima de 90%. A queda nos índices de cobertura é porta aberta para doenças que já havíamos erradicado. O sarampo é um bom exemplo.


Em 2016, a OMS (Organização Mundial de Saúde) conferiu ao Brasil o certificado de erradicação da doença. Três anos depois, o país perdeu a certificação.


Em 2019, o Brasil registrou 20.901 casos de sarampo doença. Em 2020, foram confirmados 8.448 casos. A pólio é outra preocupação. Nos últimos seis anos, a cobertura caiu de patamares de 95%, em 2014, para 76%, em 2020. Na região Norte, a cobertura foi ainda menor, apenas 65%.

Não podemos descuidar e deixar que doenças tão sérias voltem a fazer parte da nossa realidade.


A vacina está disponível, não deixe de acompanhar o calendário da sua cidade. Vacine o seu filho e vacine-se!


*Luciano Ducci é médico, deputado Federal e ex-prefeito de Curitiba.

4 visualizações0 comentário